Saúde – Ansioso? Há tempo para tudo…

Saúde – Ansioso? Há tempo para tudo…

“Lancem sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de vocês” (I Pedro 5:7)

Na nossa coluna da semana vamos tratar de um assunto muito presente na sociedade. É cada vez mais comum recebermos no consultório pessoas que passam por ansiedade.

Ansiedade é uma reação natural, normal, limitada e necessária para a autopreservação, resultado de uma ameaça às vezes desconhecida, medo, necessidade de uma aprendizagem rápida e contínua, desencadeando sintomas físicos e psíquicos.

Estes sintomas são resultados da reação do organismo aos agentes estressores, que ativam o sistema neuroendócrino, liberando hormônios como a dopamina, noradrenalina e o Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) que estimula a produção de adrenalina e cortisol, responsáveis pelo aceleramento do batimento cardíaco, dilatamento das pupilas, aumento da sudorese, aumento dos níveis de açúcar no sangue e redução das defesas no organismo.

 “O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa anima” (Provérbios. 12:25)

Todos nós em algum momento, principalmente no estilo de vida corrido da sociedade atual, podemos apresentar alguns desses sintomas, porém, depois de alguns segundos ou minutos, o organismo se adapta e isso tudo passa. Agora imagina você ter esses sintomas prolongados, sem nunca conseguir se adaptar àquilo que lhe causa toda essa sensação incomoda, prejudicando a si e a outros.

Estes são alguns sintomas de quem sofre de transtorno de ansiedade:

  • Dores no peito e palpitações;
  • Falta de ar ou sensação de sufoco;
  • Formigamento nas mãos e pés;
  • Arrepios, tremores, suor frio, mãos e pés úmidos;
  • Boca seca;
  • Dificuldade para relaxar, fadiga;
  • Dificuldade para dormir, insônia;
  • Tensão muscular, dores;
  • Náusea e possíveis refluxos, aumento ou diminuição do apetite;
  • Sensação de um “nó” na garganta, dificuldade em engolir;
  • Sensação de tontura, desmaio;
  • Necessidade urgente de defecar ou urinar, vômitos;
  • Sensação de impotência;

Pessoas que sofrem desse transtorno geralmente tem suas atividades afetadas, quer seja no trabalho ou na vida social, não conseguindo demonstrar todo o seu potencial, estagnando muitas vezes a sua carreira e tendo o aprendizado bloqueado, em alguns casos é evidenciado agressões à colega de trabalho, namorada ou esposa e filhos. Este é um importante sinal de que é hora de procurar ajuda de um especialista: psicólogo, psiquiatra, terapeuta.

“Portanto eu lhes digo: não se preocupe com sua própria vida. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? Portanto não se preocupe com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal. ” (Mateus 6:25a,34)

A Classificação Internacional das Doenças – CID-10 apresenta vários subtipos relacionados à ansiedade, como o transtorno de ansiedade generalizado (TAG), distúrbios fóbicos (medos específicos de um objeto ou situação), ataques ou distúrbios de pânico, bem como há evidências de associação com doenças dermatológicas, entre elas a psoríase, eczemas e o vitiligo.

 

“Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu.” (Eclesiastes 3:1)

Segue algumas orientações para você aliviar e evitar excessos:

ORGANIZE-SE – determine horários de trabalho, refeições, lazer, mas sempre “dê um desconto” para intercorrências. Não se cobre tanto.

SEJA POSITIVO – não se concentre no sofrimento, canalize suas energias para achar soluções construtivas. Anote todas as possíveis soluções, e trabalhe em cima delas.

FAÇA EXERCICIOS FISICOS – regularmente, pelo menos três vezes na semana, pois ajuda na liberação do hormônio do prazer, a endorfina.

MEDITE – com músicas calmas ou instrumentais, leia a Bíblia ou um livro, isso ajuda a elevar níveis do neurotransmissor GABA que diminui a ansiedade. Pode ser alguns minutos do horário de almoço do trabalho.

DIVIRTA-SE – cante, dance, participe de atividades extraescolares ou extratrabalho.

AJUDE O PROXIMO – faça um trabalho voluntário, escute as outras pessoas.

VIVA CADA MOMENTO – Não podemos acertar sempre, nem errar sempre, devemos conhecer nossos limites, físicos e mentais, buscando estratégias para vencer e aprender com os erros.

Prejudicar sua saúde e seu corpo não ajudará a resolver seus problemas.

Não tem forças? Procure ajuda!

“Deixo-lhes a paz; a minha paz lhe dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenha medo. ” (João 14:27)

GOSTOU? COMPARTILHE

Deixe seu cometário!

Colunista

SAÚDE – KELLY TEIXEIRA

Médica e Terapeuta Ocupacional, especialista em Saúde Mental

Colunista

POLÍTICA – WACY FREITAS

Jornalista e Advogado

Colunista

FAMÍLIA – Laércio Castro

Pastor, Jornalista, Conferencista e Terapeuta Familiar

Colunista

A Grande Jogada – Wallas Casanova

Jornalista e apresentador do Programa “A Grande Jogada” na Rádio Líder FM

Colunista

Timeline – Karleany Costa

Apresentadora do Programa “Timeline” na Rádio Líder FM

Colunista

Multicoisas – Nome do colunista

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto

Colunista

Líder debate – Nome do colunista

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto

Colunista

Moda e beleza – Nome do colunista

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto

Colunista

Música Gospel – Nome do colunista

Lorem Ipsum é simplesmente uma simulação de texto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *